domingo, 15 de abril de 2012

Macro fotografia - Problemas com o flash.

Controlar a luz em macro fotografia não é fácil, usar uma luz direta e chapada tira os contornos do inseto e esconde detalhes importantes, isso claro, quando se usa um flash direto. O ideal e subexpor um pouco em torno de -1 de luz para evitar os estouros de luz e posteriormente fazer as devidas correções no Camera Raw ou Lightroon.

Quando usarmos a lente macro sem flash, aproveitando apenas a luz do Sol, temos a obrigação de usar aberturas grandes, como F2.8 a F5.0, assim reduzimos a já pequena Profundidade de Campo (DOF) aumentando muito a dificuldade do foco certeiro nos olhos do bicho. Usar um flash externo é quase uma obrigação para fotos para ter maior nitidez, pois com ele pode-se usar aberturas menores como F11 a F16 permitindo focar a maior parte do inseto e ter mais segurança na hora do click.

O uso de ringflashes como o MT-24ex e o MR-14 são ótimos, garante conformo na aproximação e o TTL segura as pontas da fotometria, mas como nem todo mundo pode ou tem um flash destes, o uso de flashes tradicionais com rebatedores quebra muito bem o galho, usar um modelo tipo este de baixo garante luz suficiente e bonitas fotos. Este quem me deu foi o amigo Sergio Cedraz, ele mesmo fez baseado em uns tutoriais que tem no google, para conferir algumas fotos feitas com ele veja o site: www.sergiocedraz.com.br, todas as fotos ele usa esse tipo de rebatedor. O uso destes rebatedores ainda tem uma vantagem significante de iluminar mais o fundo, evitando na maioria dos casos o fundo preto, que algumas pessoas não gostam mas eu adoro.

Estes mês farei alguns comentários sobre flashs, proximo post é sobre o uso de Ring Flashes.

 

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Cadê os insetos para Macrofotografia?

Até que enfim estou voltando a postar, desculpem a demora mas estive fora do Brasil no mês de março e além disto aqui na Bahia as coisa não estão muito boas para os insetos (rsrsrsrrsrs) a vegetação está muito seca e estou com dificuldades de acha-los, minhas saídas não tem rendido muito,  portanto estou aproveitando para fazer uma organização em minhas fotos no meu computador.

Mas... no final de semana passado fiz umas fotos, fui com a família para uma praia chamada Subaúma e não resisti, apesar da ressada da bebedeira da noite anterior, acordei bem cedo e fui fazer umas macros. O dia estava bem quente e a vegetação também muito seca, pouquíssimas flores e poucos insetos, apesar disso consegui fazer umas fotos interessantes. As que mais gostei foram da grande aranha papa-mosca (Saltadeira) que geralmente tem em torno de 1,0 cm de tamanho, mas esta tinha uns 3,0cm e me deixou fotografar à vontade.

Estou esperando as chuvas chegarem e aproveitando também estes dias para variar nas iluminação e montar o esquema perfeito de luz para macros.

As abelhas estavam afoitas em uma planta que ensaiava colocar umas flores e por isso muito difícil de fotografa-las pois não param quietas, se movimentavam muito, consegui estas ficando aguardando elas chegaram em uma flor quando pousavam eu clicava, de umas 20 que fiz só aproveitei estas:


 Um curioso cascudo em uma das poucas flores que achei:

A grande Aranha Saltadeira, ela foi quem salvou meu dia e me deixou bem constente, pois ficou fazendo pose e me permitindo fotografar. Ela é e norme para os padrões desta espécie de aranha, em torno de 3,00cm e esperou eu trocar lente, usar os tubos de extenção, regular flash e tudo mais.
 Esta aranha é minúscula menos de 1cm, consegui fotografa-la pois estava com dois tubos de extenção na lente 100mm:
 Na hora de ir embora para Salvador, já arrumando as coisas, vi esta vespa nas flores de uma palmeira corri rápido e peguei a máquina para fazer umas fotos, esta foi a que eu mais gostei:
  Tem mais fotos legais, mas com calma eu posto ainda essa semana.