sábado, 16 de junho de 2012

Macrofotgrafia, voltando ao Mato.

FINALMENTE!!!!! As chuvas chegaram, o campo está verde, cheio de flores e... insetos. Depois de quase 5 semana s sem fotografar de verdade hoje fui para o mato fazer fotos, fui em um lugar novo, uma fazenda próxima à Camaçari, o lugar tem potencial mas hoje não foi o melhor dia, mas apesar disso consegui fotos muito interessantes, usei a MPE-65 em poucas fotos, mas a 100mm ainda fala bonito e é a que uso mais pois é mais versátil.

Cada foto tem uma história interessante, vou contar cada uma:

CLIQUEM NA FOTO PARA VER EM TAMANHO GRANDE:


Adoro fotografar essa pequenas aranhas papa-moscas, elas interagem conosco e fazem poses muitos legais, a variedade de cores é impressionante, vou fazer uma dia um posto só com fotos variadas delas.


Essa é uma aranha da família das caranguejeiras e tem um colorido lindo alem de ser bem mansa deixando fotografar.

Essa aranha espinhosa fica da cor da folha que ela fica, muito legal e a aparencia dela é bizarra por causa dos espinhos. Nesta foto consegui um DOF bem profundo e nítido e fotografei na mão segurando o galho.


 Outra aranha papa-mosca, nesta ela está multilada faltando duas pernas, a briga deve ter sido boa...


 Wet and wild, o gafanhoto ainda está molhado por causa do orvalho e pousado em um talo bem perigoso rsrsrs.

 Maria fedida, fazendo pose para mim...

 Essa primeira foto eu fiz com a 100m, gostei muito do resultado, apesar da vespa estar de cara feia para mim.


Estas duas acima eu já fiz com a 65mm percebam a diferença na nitidez, lente fantástica.

 Pequena mosca dourada, lindíssima.

 Esta aranha se confunde com a textura da folha, muito legal.

Minha foto preferida, conseguir fotografar esta inquieta abelha não é facil, mas Deus ajuda que cedo madruga rsrsrsrrssrs.

7 comentários:

  1. Respostas
    1. Valeu amigo, o que ajuda muito é a boa companhia quando vou fotografar rsrsrs.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. A canon leva vantagem sobre a Nikon por causa das lentes, são melhores e mais baratas, por isso recomendo a T3i pois é mais moderna e processador novo.
      Toda lente macro (de verdade não as falsas da sigma) faz 1:1, a diferença entre a 50, 60 e 100mm é distancia para conseguir esta proporção, ou seja, com a 100mm se consegue com uma aproximação maior, ou seja, melhor para insetos. Se for para flores ou objetos inanimados qualquer uma serve. A 100mm f2.8 é a mais conhecida e vendida, dê preferência a ela, seja da linha L ou não, depende de seu bolso, mas as duas são excelentes.
      Nunca use filtros close-up, ela tem lente e reduz drasticamente e nitidez e o DOF das fotos, eles são paliativos e muito poucos usados.
      Se quiser proporções maiores do que 1:1 use tubos de extensão, que aumentam essa proporção de forma gradual e não interferem na qualidade da foto pois não tem ótica.
      Lembre-se que alem de tudo tem a luz que é importante, inicialmente use rebatedores e muito depois parta para Ringflashes.
      Aqui no blog tem muitos posts sobre esses assuntos, qualquer coisa estou à disposição.

      Abraço

      Excluir
  2. Cara lindas fotos, tenho uma Canon 60mm Macro e os resultados obtidos são identicos a sua 100mm
    Mas sempre namorei a MP-E 65mm, como conseguiu? Pagou caro? Vale realmente a pena?
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A MPE-65 é uma excelente lente, mas é muito complicada, limitada e difícil de usar, a nitidez é fantástica mas exige muito do fotografo, acho que ele é voltada para insetos bem pequenos, closes e inanimados, o DOF é muito pequeno, coisa de 0,3mm em 1x e 0,1cm em 3x ou seja sendo quase impossível fazer na mão, e como na maioria das vezes tripé no mato não combina atrapalha muito. O Uso dela são para insetos bem parados, que deixam fotografar bem de perto e sem vento, a mínima brisa acaba com a foto, percebo que so consigo usar ela em 15% dos insetos que vejo, seja pelo tamanho deles, seja pelo vento ou por seres ariscos.
      Pague R$ 2.500,00 de um fotografo que SP que comprou s e não conseguiu usa-la, saiba que 50% dos fotógrafos que compram ela não se adaptam e a vendem. Acho interessante você usar uma emprestada de alguém para entender como funciona antes de compra-la, seu uso assemelha aos da lente invertidas.
      Acho que vale a pena se for apaixonado por macro, não se preocupando com o custo benefício sendo insistente e guerreiro, mas sempre tendo a 100mm junto como par.
      Abração,

      Excluir