quarta-feira, 29 de junho de 2011

INSETOS E LIBÉLULA NEGRA DO LITORAL NORTE

Mais algumas que fiz neste final de semana. Usei meu equipamento padrão, com a lente de 100mm e o ring flash em -1 de exposição para não estourar com o brilho dos insetos.


 Esta libélula com as asas negras deu um trabalhinho para fotometrar, mas conseguid epois de alguns testes. Achei ela linda demais.


Está faltando uma pena nessa pequena Libélula.


Cascudo de dois ângulos.

terça-feira, 28 de junho de 2011

MALEFÍCIOS DA MACRO FOTOGRAFIA

Na minha última viagem para o Resort, aconteceu uma coisa comigo que já tinha ouvido falar que aconteceu com outros fotógrafos de macro, ser taxado de MALUCO. Pois vejam, estava eu de calça e camisa de manga comprida, abaixado no meio do mato ou olhando firmemente para plantas tentando achar coisas até então invisíveis. Para os que passam, geralmente hóspedes usando sunga ou bermuda indo para a piscina curtir o dia ficavam intrigados comigo. Eu via os olhares de suspeitas e os comentários tipo: “O que esse maluco quer no meio deste mato?” ou “ Ele tá fotografando o quê ali mesmo?” , por isso temos que superar isso e saber que junto com as fotos vem a fama de maluco rsrsrrs.
Um amigo meu, Sérgio, me contou recentemente que sua esposa o chamou para conversar, dizendo que os vizinhos estavam comentando que ele era maluco pois só andava pela rua olhando as plantas de perto, mexendo e se abaixando, e pior era quando em pleno sol quente saía todo camuflado com roupa de exército e ficava deitado no chão no meio do mato fotografando o nada rsrrrssrs. Fazer o quê?


segunda-feira, 27 de junho de 2011

LITORAL NORTE


Neste feriadão fui para um resort no litoral norte da Bahia, em Imbassaí, e como não podia de deixar de ser levei meu equipamento de macro. Acordava todos os dias bem cedinho e enquanto a família dormia eu ia fazer uns cliques. Rendeu boas fotos de insetos que não tinha feito ainda, como a borboleta abaixo e uma pequena abelha que é muito rápida e arisca. O clima ajudou pois chovia durante a madrugada mas o sol aparecia logo pela manhã, achei os insetos mais lentos e calmos.
DICA: Sempre leve seu equipamento para hoteis assim, lá é seguro e geralmente tem a parte arborizada preservada rendendo boas fotos.
Esta grande abelha faz um barulho enorme quando voa e é MUITO rápida não deixando ser fotografada com facilidade, dei sorte usando a tácnica do aguardo, fiquei em umas flores aguardando algum inseto aparecer e em em 2-3 minutos ela apareceu e eu fiz a foto.



 Sempre achei que existia uma incompatibilidade dentre eu a as borboletas, pois tenho muita dificuldade de fotografa-las, mas ontem consegui algumas fotos bem legais delas, acho por causa da chuva e um pouco de frio que fazia deixando elas mais letárgicas.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

NEM SÓ DE INSETOS...

Quando vamos fotografar insetos, muitas vezes nos deparamos outras coisas que vale a penar dar uns cliques e acaba rendendo boas fotos. Uma das últimas vezes que fui fotografar, os insetos não cooperaram, deviam estar se escondendo de um vento frio que apareceu e para não voltar de mãos abanando resolvi fazer umas fotos daquelas flores comuns em jardins, as graxeiras, e como usei uma abertura muito pequena consegui escurecer o fundo valorizando assim as cores.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Libélula Colorida

Esta exótica libélula esta dando sopa e consegui algumas fotos, segundo Sérgio Cedraz é uma espécie rara. Quem souber o nome dela me manda ai.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

MEU EQUIPAMENTO II

Depois de muitos testes, entendi que equipamento é fundamental em macros, usar adaptações dificultam muito e prejudicam o resultado. Não tive paciência de fotografar com lente invertida na DSLR, obtendo somente resultados interessantes em 1 a cada 10 fotos, ou seja apenas 10%, hoje com meu equipamento adequado este índice está entre 40-50%, o que é muito importante pois muitas vezes temos pouquíssimo tempo de fotografar o inseto e ter um resultado maior pode salvar o momento.
Falando ainda em lente invertida, acho que ela funciona bem com câmeras compactas com sensores pequenos, mas em DSLRS a coisa complica, assim aconselho quem quiser fazer macros realmente boas tem de juntar uma graninha e comprar o equipamento certo.
Hoje meu equipamento para fotos macro é o seguinte:

- Canon 50D, a máquina é o menos importante,no flickr  tem fotos espetaculares feitas com xti antigas. Usar uma câmera fullframe com flash não garante uma foto melhor, isso só aconteceria em fotos com luz natural, por causa do melhor desempenho em ISO maiores com menor ruído. Lembrem-se da máxima: “Lente boa em câmera ruim faz melhores fotos que lente ruim em câmera boa”.



 - Lente Canon 100mm F2.8, uma lente versátil e com um custo benefício muito bom. Ela permite uma boa aproximação para quadro cheio, é bem clara e não varia de tamanho na hora do foco o que ajuda muito. Lentes de 50mm ou 60mm são boas para flores, mas para insetos complica um pouco. Mesmo com a 100mm, para conseguir closes é importante usar os Tubos de extensão.

- Tubos de extensão, importante se seu desejo for closes fechados com a maior qualidade, conseguindo com ele uma ampliação da imagem por causa da maior aproximação conseguida. Eles vêem em conjunto de três e com vários tamanhos, onde você pode usar de acordo com sua necessidade, normalmente uso apenas o de 20mm junto com a lente 100mm. Lembre de ao comprar de verificar se o modelo tem as ligações eletrônicas para funcionamento do foco automático. Como não tem lente, garante a qualidade da imagem, porém ele faz perder 2 pontos de luz no sensor, que é tranqüilo de ser compensado.
- Canon Ringflash MR-14, luz é tudo em macrofotografia, assim este flash quebra um galho, pois permite usar aberturas pequenas como f16 ou até f22, garantindo assim uma maior profundidade de campo, porém estas aberturas causam aquele fundo preto que algumas pessoas não gostam, eu particularmente gosto. Como ele é ETTL, a fotometria normalmente é bem feita, mas costumo usar menos 1 ponto por causa do brilho de alguns insetos. O ponto negativo está na luz muito chapada destoando um pouco da luz natural, mas consigo resolver isso usando mais um flash, ou na mão ou em um tripé, neste caso uso o 580EXII comunicando com o MR-14 por wireless.


- Flash 580EX II, uso como segundo flash para duas coisas, como segunda luz lateral para a foto ganhar um ar de luz natural ou para iluminar o fundo evitando ele ficar escuro. É mais confortável usá-lo em um tripé lateral, podendo também usá-lo na mão, mas ai fica o problema de focar com uma mão, depois de certa prática consegue. O 580 também pode ser usado em cima da máquina com um rebatedor, que dá uma luz muito bonita imitando o sol, mas ai a fotometria deve ser bem medida.



É isso, não comenteis algumas coisas como tripés, rebatedores, filtros e disparadores, mas em novo post eu falo.

sábado, 4 de junho de 2011

FOTOS DE INSETOS EM AREMBEPE

Hoje fui com dois amigos, o Sergio Cedraz e o Carlos Lentine em uma fazenda em Camaçari-BA, felizmente achamos muitos insetos e na maioria dispostos à colaborar, mas quando o calor chegou por volta das 10 horas a coisa ficou complicado.

Também aproveitei para testar uma nova forma de luz, além do ringflash, usei o 580exII na mão disparando por wireless, dá um trabalhão fazer o foco com apenas uma mão, mas quando consegui o resultado fica muito mais legal, confira as fotos.

 Pequena mosta inquieta que adoto fotografar.

 Lagarta de fogo, muito cuidado para não tocar nela.

Grilo colorido em seus campos de espinhos.

 Esta foto usei o segundo flash para melhorar a luz e o fundo.

 Sempre é interessante fotografar estas moscas, parecem robôs.

Percebam os pequenos insetos parasitas grudados nas pernas dela. Nesta foto não foi dado nitidez no PS.


Esse Louva-deus,  deixou meus amigos o fotografarem até cansarem rsrsr ele estava com um pequeno ninho e o protegia. Para variar fiz alguns retratos dele.


Campo de espinhos.

Uma de minhas fotos preferidas do dia, foi muito rápida, estava eu fotografando uma aranha quando essa aranho pulou em uma foha perto de mim, por sorte o foco da lente é rápido e só fiz dois cliques dela, os dois ficaram legais,

 Com ajuda de meus amigos consegui usar os dois flashes e o foco ficou bem certinho.

Náo tinha feito nenhum foto de uma libélula vermelha dessa, são bem pequenas, medem em torno de 2cm.

 Não sei esta formiga está cuidados com atacando esses pequenos insetos.


Esta aranha deu um trabalhão para fotografar, pois esta folha é uma Urtiga, uma planta tóxica e venenosa ao toque. Aí foi Sérgio segurando o segundo flash, Carlos segurando a planta e eu sentado no chão fazendo o foco.
  Para não perder o costume mais uma das abelhas.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Sapinhos


Olhando em bromélias sempre achamos estes simpáticos sapinhos, normalmente tentando se esconder entre as folhas ou a água que fica no fundo da planta. Não são difíceis de fotografar o problema é a posição, pois geralmente você tem de fazer a foto na posição vertical de cima para baixo.
Nestas fotos não foi usado o ring-flash e sim o 580ex com cabo extensor TTL,  que deu uma luz com sombra lateral e uma luz mais dura.